Lições em “O Poderoso Chefão”

AOL9DdRXqfy7XPySZDf3UQTmk6GofGyrUpxvZlHbACSlW6iFSKLGbyKs4iXHXm1k

Para quem deseja tirar válidos complementos para guiar-se no mundo, esta trilogia é essencial.

As lições que são passadas durante a trama são acompanhadas de uma veracidade que servem para qualquer um que deseje crescer não só no mundo dos negócios. Você não precisa ser um temido mafioso italiano ou aspirar a ser um para que a trilogia venha ter sentido. Apesar de os dois primeiros filmes serem “antigos”, o cenário da época não é muito diferente dos dias atuais: Ricos e pobres, nativos e imigrantes vivendo uma vida repleta de questionamentos políticos, sociais e ideológicos. Uma história de disputa pelo poder, rivalidade entre irmãos e patriarcado, ou seja, o filme perfeito para a crítica das feminazis.

Vejamos alguns “mandamentos” dos padrinhos (como são chamados os chefões):

  • “Um homem que não se dedica à família não pode ser considerado um homem de verdade.”

É notável que as pessoas que odeiam as suas famílias, no geral, são as mais imaturas que você possa conhecer. Elas rebelam-se contra suas famílias pois em seus subconscientes sabem que é a única base sólida que possuem e não serão contra elas como o mundo pode ser. A dedicação à família, e o reconhecimento desta, são as forças motrizes de que uma pessoa necessita para lidar com as adversidades do cotidiano e retornar à batalha diária.

  • “Ajude os outros e eles ficarão em divida contigo.”

A menos que o sujeito seja um sanguessuga, o gatilho mental da reciprocidade funcionará. Mesmo que o ajudado não possa lhe ajudar da mesma maneira, ele procurará um modo de retribuição de igual ou maior valor. Nunca se esqueça de ajudar aqueles que podem lhe ser úteis.

  • “Amigos e negócios: água e azeite.”

O famoso “amigos, amigos, negócios à parte”.  Estes dois são completamente heterogêneos. É bem provável que você conheça uma história do rompimento de uma grande amizade por causa de negócios. A estabilidade nos negócios não dura, e é na queda dela que pode se iniciar a queda da amizade.

  • “Mantenha seus amigos por perto e seus inimigos mais perto ainda.”

Cada um de nós sabe muito bem quem são nossos inimigos, mas às vezes falta o crucial para jogar com estes: o conhecimento sobre eles.
Conheces teu inimigo e conhece-te a ti mesmo; se tiveres cem combates a travar, cem vezes serás vitorioso. Se ignoras teu inimigo e conheces a ti mesmo, tuas chances de perder e de ganhar serão idênticas. Se ignoras ao mesmo tempo teu inimigo e a ti mesmo, só contarás teus combates por tuas derrotas.
– Sun Tzu

  • “Nunca deixe os outros saberem o que está pensando.”

Expor os seus pensamentos pode lhe trazer prejuízos. Seja no mundo dos negócios ou nos círculos de amizade, a inveja possui um sono leve, podendo interferir na conquista de objetivos. Lembre-se de casos em que algo não deu certo na sua vida e compare com a quantidade de pessoas que sabiam do objetivo. As redes sociais podem ser consideradas inimigas neste caso.

  • “Não odeie seus inimigos, isso afeta o raciocínio.”

As emoções cegam seus olhos para as possíveis soluções. Somente com a razão é que podemos olhar o problema de vários ângulos e achar uma solução viável. Durante o filme pode-se observar que os dons mostram-se resilientes nos momentos em que são surpreendidos. Esta resiliência não é alcançada com facilidade, mas é bem provável que a prática leve à perfeição.

  • “Só corra riscos se puder lidar com as consequências.”

Conhece a frase escrita no Templo de Apolo em Delfos? Então.

Há uma cena no último filme da trilogia que chama a atenção pois retrata algo bastante conhecido de nós. Michael Corleone está conversando com um bispo próximo a uma fonte. O bispo pega uma pedra na fonte e a mostra a Michael. Ele diz que a pedra está na água há muito tempo, mas a água não penetrou nela. Ele quebra a pedra e mostra a Michael que ela está perfeitamente seca por dentro e diz:
A mesma coisa aconteceu com os homens na Europa. Durante séculos eles foram cercados pelo cristianismo, mas Cristo não penetrou neles. Cristo não vive dentro deles.

Caso esteja à procura de um filme recheado com cenas de ação, eu não recomendaria esta trilogia pois é bem provável que você dormiria. Agora, desejando retirar conhecimentos básicos para a vida, como havia dito, esta trilogia é essencial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s